INFORMATIVO 06/09/2016

Você sabe como lemos o seu currículo?

Maior número de candidatos exige que os recrutadores sejam mais criteriosos; faça com que seu currículo chame mais a atenção É fato: atualmente os processos seletivos andam muito mais lentos e com um contingente muito maior de candidatos concorrendo. Isso requer de nós, recrutadores, ainda mais critério e objetividade ao analisar os currículos que recebemos. Mas o que faz com que o seu CV seja visto, lido, considerado e não descartado? O que torna o seu currículo qualificado para a continuidade no processo de seleção diante da revoada deles que toma as nossas mesas?

Última experiência

Normalmente nós, recrutadores, estamos interessados em saber o status e a situação do profissional, a aderência dele à oportunidade pleiteada e a potencial razão de estar procurando por uma nova oportunidade de emprego. Há quanto tempo você ocupa a atual ou esteve na sua última posição? Por que deseja sair? Foi demitido? Seu último emprego é relevante para a oportunidade em que estou trabalhando?

Empresas conhecidas

Sem exageros ou faltas, francamente, isso sem dúvida ajuda. Não é discriminação e nem porque uma pessoa é melhor que a outra (embora alguns profissionais certamente sejam mais destacados). É simplesmente porque isso facilita as nossas referências e porque potencializa a sua credibilidade profissional. Permitem presumir se você atua em grandes projetos, tem multifuncionalidades, veste vários chapéus, por exemplo. Essas associações do nome da empresa (porte, segmento, se é uma startup, ou uma empresa familiar etc.) com os perfis profissionais são muito comuns, elementar e normalmente reflete as hipóteses que nós formulamos inicialmente. E isso acontece por nossa observação, por padrões mercadológicos conhecidos e por experiência. Claro, podemos estar enganados, mas lembre-se que estamos olhando você à primeira vista. "E se a empresa em que eu atuo é pequena ou pouco conhecida? E se o meu segmento de trabalho é diferente, tem um nicho específico de mercado?" Bem, claro, a análise precisa - e naturalmente será - mais profunda.

Experiência de modo geral

Existe uma progressão de carreira? É visível o crescimento das suas funções e das suas responsabilidades? Os títulos de seus cargos fazem sentido? São alinhadas ao perfil de busca requerido? Existem lacunas?

Lacunas

Desde que tenham explicações e isso realmente faça sentido, tudo bem. Você tirou um tempo para estudos? Morou fora? Cuidou dos filhos? Seu "plano B que era para ser plano A" não vingou? Explicado. É a ausência de um motivo o que faz a gente pensar. Claro, entendemos que algumas questões possam ser mais delicadas e que você pode não se sentir à vontade em compartilhar. Mas o “buraco” no seu currículo reflete alguma coisa que você fez naquele período, certo? Seja sempre honesto e criativo -e especialmente justo consigo mesmo - em ilustrar o período de forma que você mostre que entende que a ausência disso poderia gerar dúvidas na sua avaliação.

Educação

Faculdades e universidades conhecidas, pós-graduação, MBA, estudou fora? Isso também pode sugerir alguns cenários para a gente, como citei acima. Sua graduação é por uma faculdade nem tão famosa, mas a sua pós é bacana, show. Atua ou foi empregado por alguma grande empresa, mesmo com um curso de formação “menos visível” ou atualmente isso já não se alinha tanto com o que você faz? Bem, eu acredito que a sua experiência e o seu histórico profissional podem eventualmente compensar e terem proporcionado para você a bagagem que precisa.

Sites pessoais, blogs, publicações online, perfis em mídia sociais

Não são imprescindíveis. Mas se os links estiverem no currículo, provavelmente serão clicados. Veja se estão funcionando e de que sejam alinhados, relevantes ou que possam ilustrar os seus diferenciais de forma eficiente.

Endereço e dados de contato

Com a possibilidade das pesquisas online, do Google Maps, do Streetview e por aí vai, não é mais necessário que você descreva o endereço completo. Apenas tenha telefones de contato (ao menos, celular), o CEP, o bairro (se deseja deixar ainda mais clara a sua proximidade física ou facilidade de acesso à empresa) e, obviamente, o seu e-mail.

Ah! Quanto ao e-mail especialmente, cuidado!

Evite gracinhas como “O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ”, "O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ” ou “O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ”. Isso pega muito, muito mal. E pode transmitir de tudo menos profissionalismo. Seja informal no seu Facebook. Para o seu CV prefira ser tradicional mesmo. Abra uma caixa de e-mails específica ou formule o seu endereço pessoal tal como faria para o seu e-mail corporativo. Nome, sobrenome, inicial do nome_sobrenome e formatos assim funcionarão muito melhor.

O mesmo cuidado vale para o nome de arquivo do seu currículo

Não mande anexos nomeados como “currículo_v3_finanças.doc”,“CV1_marketing.pdf”. Nós, recrutadores, não precisamos (e não queremos) saber quantas versões fez do seu currículo ou se você tem várias frentes de busca de emprego. Se o seu currículo é apresentado em mais de uma língua, quando muito, deixe claro somente esta diferença. Esqueça informações como CPF, RG, CNH. No momento oportuno - e normalmente será somente quando você estiver em etapas bem avançadas ou formalizando a sua contratação- isso vai ser pedido. E, provavelmente a esta altura, você já estará comemorando a nova oportunidade. E nunca coloque foto, a menos que adicionalmente em outro anexo e se expressamente solicitado. Ou ainda, se você estiver pleiteando posições alinhadas como no ramo de TV, eventos, recepção, por exemplo. Mas sempre, e somente, se isso for solicitado.

Organização e apresentação geral

Isso inclui ortografia, gramática, clareza nas informações, capacidade de apresentar ideias, vocabulário, fluidez de leitura. Revise e atualize o seu CV. Peça para alguém próximo ler e verificar se é coerente, se faz sentido, se está com a leitura fácil.

Formatação de CV “criativa”

Nenhuma formatação especial vai compensar lacunas no currículo ou a sua falta de experiência. A menos que a "forma" possa valorizar o que o seu CV mostre de "conteúdo", vamos dar atenção a isso. Embora o currículo permita (e deva, pessoalmente falando) transparecer personalidade, prefira formatações mais tradicionais. E fuja de templates “manjados” do WORD. Salve-o em PDF mantendo-o como no original quando lido (ou eventualmente impresso).

Idade

Há controvérsias. Falando por mim, recomendo que mesmo você achando que “está velho para o mercado”, não deixe de colocar a sua idade (até porque o seu tempo de experiência ou o seu ano de formação vão invariavelmente denunciá-lo). Esqueça os estereótipos e acredite em você. Se você é realmente o que é (e isso é o que a empresa procura em experiência), não é a sua idade que vai descartar você do processo.

Evite: Autoavaliações “vazias” tipo “sou criativo”, “inteligente”, “team player”, etc

Se você realmente tem estas características, elas deverão ser demonstradas através das suas realizações e dos seus resultados. E é a nossa interpretação e o seu avanço para nossos telefonemas e entrevistas que vai nos permitir essa “leitura” preliminar do seu perfil.

Descrever a sua função copiando descritivos de cargo

O que queremos ver descrevendo os seus cargos e as sua responsabilidades não é o descritivo do que um “Gerente Contábil” faz (ou deveria fazer), funcionalmente falando. Mas com certeza, como você executa e desempenha as responsabilidades que tem no seu dia a dia promovendo os objetivos propostos para a sua função.

Erros de concordância verbal (primeira e terceira pessoas), e concordância nominal.

Obviamente e a esta altura, não há muito mais a se falar sobre erros do tipo na apresentação do seu CV. Opte pela descrição alinhada, usando sempre a mesma pessoa verbal, claro. Particularmente, fico mais atento àqueles profissionais que se mostram em primeira pessoa no seu CV (e não em terceira), dando personalidade e "assumindo" as suas realizações. Traços de arrogância ou prepotência podem ficar evidenciados se houver exagero ou falta de contexto em suas descrições. Mas se você for naturalmente honesto e isso se alinhar com o seu tempo de experiência e progressão profissional, pode ser um bom indicativo de segurança e de responsabilidade (com você mesmo e com os seus empregadores) - e isso nos interessa.

Fonte: Linkedin - Rodrigo Ferraz é headhunter e aconselhador de carreiras.

CLT Flex o que é? O que fazer se fui contratado dessa forma?

Publicado por Hugo Vitor Hardy de Mello

CLT Flex é o nome dado por muitas empresas, para poderem praticar irregularidades e deixar de pagar direitos trabalhistas. A CLT Flex é uma prática utilizada especialmente na área de TI e processamento de dados e essa pratica tem ocorrido de forma constante. Ocorre que as empresas pagam parte do salário dos colaboradores “por fora” sob a denominação de CLT Flex, CLT flexível ou CLT Cotas.

Com isso, as empresas dividem parte do salário “por dentro” (registrado na carteira de trabalho) e o restante é pago por fora. Em muitos casos direitos como alimentação, vestuário, moradia, educação, assistência médica, reembolso transporte, direitos autorais, propriedade intelectual, são todos pagos por fora, ou seja sem registro na carteira de trabalho. Infelizmente, na maioria dos casos, a contratação flex é apenas uma entre as várias fraudes utilizadas para fugir das imposições legais e direitos dos trabalhadores. Uma outra prática comum é exigir que o trabalhador abra uma empresa e emita notas como PJ (pessoa jurídica) ou ainda se associe a uma cooperativa.

A alternativa é sempre procurar um advogado trabalhista, que comprovará, por meio de uma ação trabalhista, que a contratação é fraudulenta e visa reduzir encargos trabalhistas e fiscais. O trabalhador poderá obter, a retificação na Carteira de Trabalho para constar o salário total, o pagamento de FGTS, férias mais um terço, 13º salário, horas extras, aviso-prévio e todos os direitos que foram violados, inclusive se tiver sido contratado como PJ. Não se engane, CLT Flex é uma violação à lei trabalhista.

DeSTDA em MG: arquivos de janeiro a novembro/2016 poderão ser entregues até 20.janeiro.2017


AJUSTE SINIEF 12, DE 22 DE AGOSTO DE 2016 Altera o Ajuste SINIEF 07/16,

que prorroga o prazo de envio dos arquivos a que se refere à cláusula décima primeira do Ajuste SINIEF 12/15, que dispõe sobre a Declaração de Substituição Tributária, Diferencial de Alíquotas e Antecipação - DeSTDA.

O Conselho Nacional de Política Fazendária - CONFAZ, na sua 266ª Reunião Extraordinária, realizada em Brasília, DF, no dia 22 de agosto de 2016, tendo em vista o disposto no art. 199 do Código Tributário Nacional (Lei nº 5.172, de 25 de outubro de 1966), resolve celebrar o seguinte A J U S T E Cláusula primeira Fica acrescentado o parágrafo único a cláusula primeira do Ajuste SINIEF 07/16, de 08 de abril de 2016, com a seguinte redação: “Parágrafo único.

Excepcionalmente, o prazo para o envio do arquivo digital previsto na cláusula décima primeira do Ajuste SINIEF 12/15, de 4 de dezembro de 2015, fica postergado, nos seguintes termos: I – Estados do Piauí e do Mato Grosso, dia 20 de outubro de 2016, em relação aos fatos geradores ocorridos de janeiro a agosto de 2016; II - Estado de Minas Gerais, dia 20 de janeiro de 2017, em relação aos fatos geradores ocorridos de janeiro a novembro de 2016.”.

A partir do dia 22/08/2016 começou as entregas de declarações do ITR

Prazo final para enviar dados à Receita Federal vai até dia 30 de setembro

A partir desta segunda 22 de agosto os proprietários de imóveis rurais poderão entregar a declaração do Imposto Territorial Rural (ITR) 2016. A declaração deverá ser elaborada pelo programa gerador do ITR disponível no site da Receita Federal. São obrigados a prestar as informações à Receita os proprietários rurais e possuidores de imóveis acima de 50 hectares.

Também deve entregar a DITR, aquele imóvel rural a ser declarado, imune ou isento, que tenha sofrido alteração e este fato não tenha sido comunicado à Receita Federal por meio do Cafir. Para os imóveis localizados no Pantanal Mato-Grossense, apenas os que possuem mais de 100 hectares devem ser declarados. O prazo final é dia 30 de setembro.

O pagamento pode ser divido em até quatro quotas mensais de igual valor, sendo que as parcelas não podem ser inferiores a R$ 50,00. Para a declaração com o valor do imposto menor que R$ 100,00, o pagamento deve ser feito em quota única. Multas Os contribuintes que declararem o ITR com atraso terão que pagar multa de 1% por mês de atraso, calculada sobre o total do imposto devido, sem prejuízo da multa e dos juros de mora devidos pela falta ou insuficiência do recolhimento do imposto, não podendo ser inferior a R$ 50,00. VTN O contribuinte precisa ficar atento ao Valor da Terra Nua (VTN), uma das informações obrigatórias da declaração. “Existem as tabelas de valores do VTN 2016 já informados pelos municípios à Receita Federal e o contribuinte precisa se atentar a essas tabelas. Caso contrário, ele corre o risco de ser notificado ou autuado”, reforça Maíra.

APLICAÇÕES FINANCEIRAS: EXTRATOS BANCÁRIOS PARA CONTABILIZAÇÃO

Com a evolução contínua do monitoramento e fiscalização da RFB, um novo controle vem se intensificando sobre o rendimento x tributação sobre as APLICAÇÕES FINANCEIRAS.

Se sua empresa possui aplicações financeiras em Renda Fixa ou Variável (como CDB, Fundos de Investimentos, Operações Compromissadas, Ações, etc..), a empresa deverá para a contabilidade mensalmente o extrato bancário que demonstre : · Valor Original aplicado · Rendimento do período

  • Valores Aportados, Valores Resgatados
  • Valor do IR retido fonte
  • Valores do Rendimentos no mês
  • Saldo Final do período (Bruto)

Todas as informações já constam no extrato de aplicação financeira ou extrato consolidado enviado pelas instituições financeiras, mas caso não recebam os extratos até o dia 10 do mês seguinte, entre em contato com urgência e solicite os documentos ao seu gerente. Trimestralmente, as instituições financeiras estão obrigadas a enviarem às empresas o Informe de Rendimento, esse documento deverá ser encaminhado a contabilidade para apuração do Imposto de Renda e Contribuição Social Trimestral. Caso não receba o Informe de rendimento via correios, ou não tenha acesso ao seu banco via internet será necessário solicitá-lo, considerando sempre os prazos fixados pela contabilidade para envio dessa documentação ( até o 10 dia após o fechamento do trimestre).

A obrigatoriedade de envio dessas informações se dá pelo fato de que os Rendimentos auferidos deverão ser tributados quando do resgate, pois essas informações são passadas para Receita Federal pelas instituições financeiras. (IN_ 1235/2012 _) Empresas Lucro Presumido : Caso sua empresa esteja enquadrada na forma de tributação pelo Lucro Presumido, os rendimentos auferidos integrarão a base de cálculo do IRPJ e CSLL, bem como o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) será descontado no montante a recolher do IRPJ. Teremos o valor a recolher maior do que o banco reteve, pois, a base de cálculo tem uma variação conforme a aplicação (abaixo):

I – 22,5% em aplicações com prazo de até 180 dias

II – 20% em aplicações com prazo de 180 até 360 dias

III- 17,5% em aplicações com prazo de 361 até 720 dias

IV- 15% em aplicações com prazo acima de 720 dias.

OBS: a carga tributária do IRPJ chega a 34%, além dos 9% CSLL

Empresas Lucro Real:

Caso sua empresa esteja enquadrada na forma de tributação Lucro Real, os rendimentos auferidos irão fazer parte do lucro, e, por conseguinte integrarão a base de cálculo do IRPJ/CSLL, bem como, o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) será descontado do montante do IRPJ à recolher.

Empresas Simples Nacional :

Caso sua empresa esteja enquadrada na forma de tributação pelo simples nacional, os rendimentos auferidos não integrarão a base de cálculo do simples nacional, bem como, o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) NÃO será descontado do montante do SIMPLES à pagar, assumindo e empresa essa despesa , todavia as informações de aplicação financeira deverão ser enviadas a nós para a devida contabilização.

Solicitamos vossa especial atenção a este informativo, pois o não envio dos extratos e demonstrativos das Aplicações Financeiras, poderão ensejar em cobranças de tributos futuros, bem como multas e juros que serão de vossa responsabilidade.

GUIAS COM VENCIMENTO NA SEMANA

 

GUIA

VENCIMENTO

FGTS   

06/09/2016 – Terça – feira

GUIA e-SOCIAL DOMÉSTICA

06/09/2016 – Terça – feira

ICMS

08/09/2016 – Quinta – feira

DIF ALÍQUOTA REAL/PRESUMIDO

09/09/2016 – Sexta – feira

precisa-contabilidadeedit

duvida-impostoedit

Login